Villa Sandi, vinícola no coração das colinas do prosecco

O Vêneto é o maior produtor de vinhos da Itália. As excelências do território vão dos vinhos mais conhecidos como o Valpolicella e o Amarone a uvas autóctonas bem regionais como a do Raboso, por exemplo. Na província de Treviso, o prosecco é o protagonista e eu acho que o vinho tem outro sabor quando consumido na sua própria região de origem. A Villa Sandi, uma vinícola no coração das colinas do prosecco, recebe turistas de todo o mundo para conhecer sua estrutura e degustar seus vinhos, principalmente o prosecco.

A vinícola fica muito próxima à cidade de Valdobbiadene e a aproximadamente 30 minutos do centro de Treviso. Resolvi visitar a Villa Sandi depois que muitos leitores e o pessoal que me segue pelo Snapchat começou a me pedir dicas de marcas de prosecco vendidas no Brasil. A Villa Sandi é uma delas. A vinícola produz 25 milhões de garrafas e mais de 60% é destinado à exportação. Para quem não sabe, o prosecco é um dos vinhos italianos mais apreciados no exterior por ser uma bebida espumante leve, frutada e com preços competitivos.

vinicola villa sandi

A uva utilizada na produção de prosecco se chama glera e pode ser cultivada somente em uma área delimitada. O Prosecco DOC (Denominação de Origem Controlada) provém de algumas cidades da província de Treviso e uma pequena parte da região do Friuli, geralmente são videiras de planície. O Prosecco DOCG (Denominação de Origem Controlada e Garantida) vem da área de Conegliano Valdobbiadene, região de colina. O terroir, a posição das colinas, a exposição ao vento e ao sol, tudo isso influencia no sabor final do prosecco. Para saber mais sobre os tipos de prosecco e as zonas de produção, clique aqui.

A Villa Sandi possui uma enorme galeria subterrânea onde são armazenados os barris que afinam alguns dos vinhos. São milhares de garrafas colocadas umas do lado das outras. Alguns são tintos e outros espumantes realizados com o método clássico, onde os lêvedos são adicionados na garrafa. O método de fermentação do prosecco é diferente, a segunda fermentação é realizada em tonéis de aço.

villa sandi prosecco

Mas além das galerias subterrâneas e dos espaços da vinícola destinados à produção de vinho, é possível também visitar a Villa Sandi, um esplêndido edifício construído em 1622 em estilo palladiano, que hoje é sede da vinícola. As vilas vênetas eram as casas de campo da aristocracia veneziana. Os salões da Villa Sandi são decorados com móveis e objetos de época que retratam exatamente a atmosfera e o espírito da época em que foi construída. Os imponentes lustres de Murano se destacam pela suntuosidade. Por ali passaram nomes importantes como Napoleão Bonaparte e artistas como o escultor Antonio Canova e o pintor Schiavoni.

villa sandi prosecco treviso

villa sandi vinicola

Os jardins da Villa são monumentais. As esculturas realizadas por Orazio Marinali, o artista que dá nome a uma linha de vinhos, são emolduradas pela paisagem típica do campo. A família Moretti Polegato, proprietária da vinícola, vive nos arredores da parte principal da vila.

villa sandi prosecco vinicola
Durante a visita é possível fazer a degustação. Para um grupo de até 10 pessoas, a visita com degustação custa 5 euros por pessoa. Se o grupo for menor, o preço é de 50 euros pelo grupo. E aconselhável reservar a visita com antecedência pelo email: hospitality@villasandi.it. A Villa Sandi possui ainda uma loja pequena, mas muito elegante onde comprar os vinhos de sua preferência.

Anote o endereço: Via Erizzo, 113/A, Crocetta del Montello (TV)
2 comments
Previous Post
Next Post