O que você precisa saber antes de visitar Veneza

Há quase 4 anos eu escrevo sobre Veneza e ainda me surpreendo com as dúvidas e perguntas que as pessoas me mandam pelos comentários do blog e redes sociais. Veneza não é uma cidade como as outras. Sua complicada geografia de cidade anfíbia é muito difícil de ser compreendida por aqueles que a viram somente por imagens ou relatos de outros viajantes. Nem o melhor contador de histórias é capaz de fazer com que uma pessoa se dê conta de como é verdadeiramente esta cidade, com toda sua beleza, mas também suas problemáticas.
Veneza é um pouco ame ou odeie. O meio termo existe, mas é pouco frequente. Muita gente sai daqui embasbacada, em êxtase, com boas lembranças e uma grande vontade de voltar. Outras pessoas se decepcionam, odeiam a experiência e saem esbravejando aos quatro cantos seu desapontamento. Eu mesma fui dessas. Visitei Veneza pela primeira vez em um infame bate-volta saindo de Florença, em um sábado de inverno chuvoso, em pleno Carnaval.
veneza-o-que-saber
Meu sonho de cidade ruiu quando comecei a entrar nas vielas estreitas disputando espaço com outros milhares de turistas, mascarados e seus guarda-chuvas. Demorei 2 anos para voltar e, mais uma vez, tive outra decepção. Um almoço caríssimo e tristíssimo em um restaurante achado assim ao acaso. Fiz as pazes com Veneza quando percebi que para gostar dela teria primeiro que entendê-la já que as melhores amizades preveem compreensão tolerância.
Quando a gente é turista e tem poucos dias em uma cidade não existe tempo para este processo todo. Existem coisas que você precisa saber antes de vir a Veneza pra poder curtir sua viagem e sair daqui com a sensação de ter visitado um dos lugares mais lindos do mundo.

A escolha do hotel

ponto-vaporetto-em-veneza

Veneza é uma ilha. Não tem outro modo de se locomover aqui: ou é de barco ou é a pé. Recebo inúmeros pedidos de pessoas que questionam: Como chego no meu hotel? Bom, minha dica é: quando for reservar seu hotel, considere a localização. Se você estiver com malas pesadas, prefira hotéis próximos a paradas de vaporetto e informe-se diretamente com a estrutura (por email ou consultando o site) qual é a melhor maneira de chegar até o lugar. Veja neste post várias opções de hotéis em paradas de vaporetto. O vaporetto em muitos horários e na alta temporada fica lotado. Se estiver carregando mochila, tire-a das costas, apoie no chao e tenha paciência. Saiba neste post como funciona o transporte com o vaporetto. Outra alternativa muito mais fácil é pegar um taxi, mas não é barato.

Quando visitá-la e quando evitá-la

veneza e o turismo de massa

Não é simples conciliar as férias da família e amigos, mas é importante informar-se sobre como é cada período em Veneza. Difícil falar em baixa temporada já que a cidade é sempre muito visitada. Mas geralmente o período menos cheio vai de novembro a março (tirando Natal, Ano Novo e Carnaval). Nesta época, porém acontece o fenômeno da “acqua alta” quando a maré sobe, faz muito frio e alguns dias a neblina toma conta das manhãs. De abril a junho pode chover, mas é um período agradável com as temperaturas amenas e dias bonitos. Se você puder evitar o verão, evite. De julho a final de setembro (o pico é em agosto) a cidade fica muito cheia e alguns dias o calor chega a ser insuportável. Você irá encontrar muitas filas e intolerância por parte dos venezianos que ficam muito nervosos com a invasão da cidade pelos turistas. Se não puder evitar, venha preparado e tenha muita paciência.

Quantos dias ficar

burano ilha

Tudo depende do ritmo de cada um. É claro que quando viajamos para a Europa queremos aproveitar ao máximo para ver as cidade que julgamos tão próximas umas das outras. Eu sou adepta de um turismo bem slow. Prefiro ver menos atrações e ter a liberdade de mudar o meu itinerário conforme o ritmo da minha viagem. Em 2 dias inteiros você poderá ter uma ideia superficial de Veneza. Visitar a Praça São Marcos, a Basílica, o Palazzo Ducale, a zona de Rialto e algumas igrejas importantes. Veja aqui um roteiro de um dia na cidade. Se deseja conhecer os museus da cidade ou explorar outros bairros e as ilhas reserve pelo menos 4 dias para fazer as coisas com calma.

Veneza é cara

Sim, Veneza é cara. Basta pensar ao sistema de fornecimento dos bares e restaurantes. Tudo chega de barco e é normal que todo este processo encareça os serviços. O próprio transporte é caro. Uma passagem simples de vaporetto custa 7,50 euros e as tarifas de taxi são altas. Prepare o bolso, mas informe-se para gastar seu dinheiro em lugares que realmente valham a pena. Existem restaurantes bons onde voce pode gastar 25 euros por pessoa por um bom prato de massa e um calice de vinho. Se a disponibilidade de dinheiro for mais curta, na hora de comer você pode optar pelas típicas osterias que servem os famosos cicchetti. Aqui você encontra uma lista delas.

Seja gentil com os venezianos

veneza-san-polo

Veneza recebe 12 milhões de turistas por ano. Imagine uma grande quantidade de pessoas todos os dias passeando pela sua cidade, invadindo seu espaço, alterando seu equilíbrio. Pense na velhinha carregando o carrinho de compras e a mãe o carrinho de bebê, subindo e descendo ponte, brigando por um espaço na própria cidade. Esta é a realidade dos venezianos. Não é fácil. A gente fica louco para fazer fotos, parar e admirar um cantinho da cidade. Mas note se não está atrapalhando a passagem, não sente-se nas calçadas, escadas e espaços públicos. Existem várias regras que os visitantes de Veneza devem respeitar. Leia mais sobre elas aqui. Seja educado e gentil e tenha muita paciência com os venezianos.

Saiba escolher o restaurante

restaurante-veneza-dicas

A oferta é enorme, por isso é bom pesquisar antes de entrar em qualquer restaurante. Veneza está entre a laguna e o mar, então a especialidade é o peixe e frutos do mar. Muitos restaurantes compram diretamente do pescador ou no Mercado do Peixe de Rialto. Para quem não gosta de peixe, existem outros pratos típicos feitos com carne como o Fegato alla Veneziana. É interessante se informar sobre os pratos típicos de Veneza. Na Itália o regionalismo da culinária define também a qualidade dos pratos. Deixe para comer a bisteca em Florença e o molho a bolognese em Bolonha. Neste post você encontra sugestões de 5 restaurantes que eu gosto e frequento em Veneza.

Prepare-se para caminhar e também para se perder

veneza mapa daily overview

Veneza é uma ilha formada por pequenas ilhotas que foram se anexando ao longo dos anos. Seu formato é de um peixe visto de cima e não é muito simples entender em um primeiro momento suas ruas ou encontrar endereços. O núcleo central fica entre São Marcos e Rialto, mas eu sugiro que você saia um pouco deste eixo e conheça os outros bairros, aqui chamados “sestieri”. Prepare-se para caminhar muito e também para se perder. Tenha paciência, não fique nervoso e aproveite para curtir os palácios, os “campi” e a arquitetura única que esta cidade tem. Veja neste post como Veneza foi construída.

Saiba se comportar nas lojas, mercados e restaurantes

Mercado Rialto Veneza

Cada povo tem uma cultura e um modo de ser e quando a gente viaja, é fundamental se adequar e respeitar. Na Itália quando você chega a um restaurante é necessário comunicar que gostaria de uma mesa dizendo a quantidade de pessoas do grupo. Assim os garçons podem se organizar melhor e oferecer um bom serviço. Não chegue em um lugar e sente-se sem perguntar se tem uma mesa livre. Nos mercados, não encoste nas frutas e verduras, se quiser comprar algo, peça ao vendedor. Nas lojas, pergunte se você pode tocar ou pegar no produto, isso vale principalmente para os objetos frágeis, feitos de vidro de Murano.

Veneza não é uma cidade fácil.. mas é linda

veneza-basilica-salute

Insólita. Assim é Veneza. Erguida contradizendo qualquer lógica, em um terreno delicado, ela tornou-se uma potência. Mas com muitas fragilidades e problemáticas. Não espere uma estadia confortável. Não espere por um transporte que te pegue na porta de casa e te leve onde você quiser. Não espere entender mapas, direções ou quartos de hotéis enormes e modernos. Não espere sorrisos e muitas gentilezas. O veneziano e o vêneto são pessoas mais fechadas e isto é cultural, nada pessoal.
Prepare-se para Veneza. Chegue na cidade e deixe pra trás as outras experiências de viagem, não existem parâmetros de comparação quando você tem na sua frente a Serenissima.
10 comments
Previous Post
Next Post