O que ver em Murano

Murano é mais um dos imperdíveis itinerários do Vêneto. Se você estiver visitando Veneza, vale a pena dedicar um tempinho para conhecer a ilha já que ela fica a apenas 1 km de distância da cidade em uma viagem de vaporetto. 

Murano é particularmente famosa pela produção de vidro, é uma arte tradicional secular que sobrevive ainda em sua forma artesanal, apesar da invasão de peças de origem chinesa. Em 1291, as fornalhas para a produção do vidro que inicialmente estavam em Veneza, foram levadas para a ilha para evitar incêndios e o odor desagradável da fumaça e, desde então, Murano ficou conhecida como ilha do fogo.

Neste período Murano era uma ilha muito importante com cerca de 30 mil habitantes e um próprio prefeito, sempre sob o comando da República de Veneza. No século 14, a cidade atingiu todo seu esplendor e importância e muitos nobres venezianos mantinham seus palácios de férias em Murano. Hoje, na ilha vivem aproximadamente 4500 habitantes, que se sustentam com o turismo e a produção de vidro artesanal.

Como chegar

Se o seu ponto de partida é a Piazzale Roma ou a Ferrovia, você pode pegar a linha 4.2, que em aproximadamente 35 minutos chega em Murano. Uma alternativa é a linha 3, que é mais rápida. Saindo de São Marcos, você pode pegar a linha 4.1 ou a linha 7. O sistema de vaporetto pode parecer confuso, não hesite em perguntar no seu hotel ou mesmo nas paradas se você está na direção certa. Para ler sobre a logística e transporte em Veneza clique aqui.

O que ver, principais atrações

o_que_ver_em_murano

O primeiro ponto é Murano Colonna e de lá se inicia o passeio na ilha, onde você irá descer diretamente na Fondamenta dei Vetrai, uma espécie de rua que margeia o canal, onde estão inúmeras lojas e fábricas de vidro artesanal. . Já na parada de vaporetto você irá encontrar agentes das fábricas de vidro que indicam o caminho para visitar as fornalhas. Mas se quiser uma dica, eu tenho a minha preferida, a Ex-Chiesa di Santa Chiara, uma igreja desativada que hoje abriga um showroom com uma enorme exposição de peças. Eles também fazem a demonstração de como são fabricadas as peças.

No final da Fondamenta dei Vetrai, encontra-se a Igreja de São Pedro Mártir, construída no século XIV dedicada a São João Batista. A estrutura foi destruída por um incêndio e depois refeita em 1510, em estilo gótico. No interior estão obras de arte de artistas vênetos importantes. Repare nos belíssimos lustres da igreja e não deixe de admirar a tela San Gerolamo nel Deserto, de Paolo Veronese.

murano

Bem ali perto fica também o Campo Santo Stefano com a torre cívida de Murano e o icônico Cometa de Vidro, uma obra em vidro assinada pelo artista veneziano Simone Cenedese.

A Fondamenta dei Vetrai termina no Canal Grande de Murano, que divide a cidade. Atravessando a ponte e virando à esquerda, no finalzinho está a igreja Santa Maria dos Anjos. A origem é do século XIII, mas a igreja foi reestruturada e reformada ao longo dos anos. Ali funcionava também um monastério, onde eram acolhidas as monjas provenientes de famílias nobres venezianas. Por este motivo, a igreja era conhecida pela riqueza de suas decorações. Infelizmente ela fica fechada a as visitas são feitas somente com agendamento.

 

Santa Maria dos Anjos. A igrejinha é linda e fica num extremo da ilha, paisagem muito bucólica

Voltando pelo canal, logo você encontra o Palazzo Giustiniani, onde funciona o Museu do Vidro. O acervo ilustra a história da ilha e a evolução artística e estilística pela qual passou o vidro ao longo dos séculos. O percurso é cronológico, partindo da época romana até chegar à produção contemporânea do vidro. Um dos destaques é a famosa coppa nuziale Barovier, um cálice azul criado por Angelo Barovier provavelmente em 1460.  Se quiser ter uma prévia, o Museo del Vetro faz parte do Google Art Project.

o_que_ver_em_murano

Um dos maiores tesouros da ilha fica bem adiante do Museu do Vidro no Campo San Donato. A igreja de Santa Maria e São Donato, surge imponente às margens do canal. O Duomo de Murano foi fundado no século 7 e é uma das igrejas mais antigas de toda a Laguna de Veneza. A parte posterior, por onde a gente chega reflete o estilo vêneto-bizantino, com elementos estilísticos românico e oriental. Dentro da igreja o estupor fica por conta dos belíssimos mosaicos do pavimento, de 1140, contemporâneos à Basílica de São Marcos. Pavões, águias, animais fantásticos e repletos de simbologias decoram o chão da igreja, pra mim, uma das mais bonitas de toda Veneza.  

o_que_ver_em_murano

 

Onde comer

Murano tem muitos restaurantes, mas nem todos são bons. Se quiser comer bem e com calma, eu indico a Trattoria Busa alla Torre, que fica em frente ao Cometa de Vidro. Aproveite para pedir pratos com peixe e frutos do mar, especialidades da região.

Um restaurante mais simples, nem por isso menos gostoso é o Ristorante e Pizzeria Marlin. Pode a princípio parecer bem turístico, mas várias pessoas que trabalham na ilha o frequentam pelo preço, comodidade e claro, a qualidade da comida. Fica no início da Fondamenta dei Vetrai.

Onde comprar objetos em vidro de Murano?

onde_comprar_vidro_murano

Murano tem objetos para todos os gostos e bolsos, desde colares, pulseiras, brincos, copos, bandejas e taças aos luxuosos lustres. Eu costumo indicar dois lugares que eu gosto: a Ex-Chiesa di Santa Chiara, além do contexto histórico no qual está inserida, tem uma enorme variedade de objetos de várias épocas. A Carlo Moretti é uma fábrica muito tradicional que vende produtos atemporais, uma linha muito limpa e refinada. Os preços são altos, mas vale a pena o investimento. A loja fica na Fondamenta dei Vetrai.

A maestria, o capricho e o orgulho com que os italianos passam a técnica do vidro de geração a geração são dignos de muitos aplausos. Não perca a oportunidade de ver de perto esse espetáculo e se for comprar algum objeto, tenha certeza de que ele foi produzido mesmo em Murano, desconfie dos preços muito baixos e peça o certificado de autenticidade.Conhecendo esse trabalho incrível a gente pode realmente dar valor a essa arte e ajudar a preservar a tradição.

 

Procurando hotel em Veneza? Clique aqui
18 comments
Previous Post
Next Post