Ilha de San Michele e o cemitério de Veneza

Um passeio insólito que pode se revelar muito interessante é a visita à Ilha de San Michele, em Veneza, onde se encontra o cemitério da cidade. A República da Sereníssima já havia caído quando em 1807 Napoleão resolveu construir um grande cemitério fora da cidade.

Em 1804, o imperador assinara um decreto regulamentando as normas para os cemitérios. Com as dificuldades de logística, no passado, os venezianos eram sepultados em pequenos cemitérios da cidade, geralmente em igrejas. Por questões higiênicas, as tombas deveriam ser transferidas para fora do centro das cidades e deveriam ser iguais. Para os defuntos ilustres, uma comissão decidiria se construir um epitáfio ou não. Em dois anos, a Ilha de San Michele foi transformada no cemitério de Veneza.

cemitério de veneza

ilha de veneza

cemitério veneza

A ilha de San Michele fica entre Veneza e Murano. Uma boa ideia é aproveitar a ida a Murano para fazer uma paradinha em San Michele. Saindo do ponto Fondamente Nove (linha 4.1 ou 4.2), Cemitero é a primeira parada, a viagem não dura nem 5 minutos. Você pode dar uma voltinha por lá e depois pegar novamente o vaporetto e seguir para Murano. Quem não viu o post que fiz sobre Murano, dê uma olhada aqui.

cemitério na itália

O cemitério é divido nas áreas católica, ortodoxa e evangélica. A paisagem é muito bucólica: ciprestes, clautros silenciosos e sepulturas distribuídas de modo muito organizado. Fiquei muito impressionada com a área dedicada às freiras e frades, mas principalmente com as sepulturas das crianças, com fotos dos pequenos em roupas antigas.

cemitério em veneza

ilhas veneza

Outra coisa: visitar um cemitério italiano nos dá a ideia do quanto longevo eles sejam. Rs. Durante o passeio é possivel ainda visitar a igreja de San michele in Isola, com uma pequena contribuição.

cemitério na europa

Alguns nomes famosos que estão no cemitério de San Michele: o compositor russo Igor Stravinskij e a mulher Vera, o pintor Emilio Vedova, o poeta Ezra Pound e o escritor Frederick Rolfe. O psiquiatra Franco Basaglia, defensor da reforma do sistema manicomial, que denunciou as barbaridades do Hospital Côlonia, de Barbacena, minha cidade de origem, também está lá.

ilha san michele veneza

veneza cemitério

venice cemetery

A visita à Ilha de San Michele e seu cemitério é gratuita.

 

Procurando hotel em Veneza? Clique aqui
2 comments
Previous Post
Next Post