Collagù e igrejinha San Gallo, destinos escondidos nas colinas do prosecco

Existem alguns lugares aqui na Itália que em nenhum livro ou guia de turismo você vai encontrar. Na verdade muitos dos italianos nem imaginam onde ficam certas atrações que se revelam verdadeiros tesouros. É o caso da localidade de Collagù e igrejinha San Gallo, destinos escondidos nas colinas do prosecco.

Quando se fala em colinas do prosecco, é um pouco difícil definir uma cidade base para o passeio. A Estrada do Prosecco é um percurso circular de cerca 80 km que liga as cidade de Conegliano e Valdobbiadene. A rota passa por diversas cidadezinhas, unindo paisagem e história.

Em Valdobbiadene, por exemplo uma das atrações mais conhecidas é a Osteria senza Oste, o bar/restaurante onde não existe garçom, cardápio e ninguém para te cobrar. Você pega o que quer e  deixa o dinheiro em uma caixinha. Para manter a magia do lugar, não existem placas ou sinais que levem até ele. É realmente como um mapa do tesouro no meio das colinas do prosecco.

osteria-senza-oste-atracoes-estrada-prosecco

Leia aqui: 5 atrações imperdíveis na Estrada do Prosecco

Mas existem lugares praticamente desconhecidos como a localidade de Collagù e a igrejinha de San Gallo, escondidos entre as colinas de Farra di Soligo, outra cidade da Estrada do Prosecco.

A igrejinha San Gallo fica em uma colina muito alta na cidade de Farra di Soligo. Por ser isolada e oferecer um panorama estonteante das videiras, há alguns anos ela tem sido a escolha de muitas noivas para as celebrações de casamento.

igreja casamento itália

A construção é de 1354, quando no local vivam alguns eremitas. A igreja no passado era meta de peregrinos que sofriam de insônia, e subiam a pé a colina para serem benzidos. Cada um deles pegava uma lasca da cruz de madeira do santuário e colocava embaixo do travesseiro para poder ter um sono profundo. A igreja não costuma ficar aberta, mas vê-la pela parte externa e admirar o panorama lá de cima já vale a viagem.

lugares românticos n Itália

collagu-e-igrejinha-san-gallo

Bem pertinho da Chiesetta San Gallo, está outro tesouro escondido em meio às colinas do prosecco, a pequena Collagù. Neste caso, até existe uma placa um pouco velha e amarelada com a indicação, na rua principal de Farra di Soligo. Aqui, você tem duas opções: ficar muito atento à sinalização ou perguntar a algum morador como chegar até Collagù. Eles costumar a ser muito gentis e simpáticos.

É muito difícil encontrar informações sobre Collagù. Sabe-se que o Santuário da Beata Vergine Addolorata di Collagù é de 1740 e por ali passavam os fiéis em procissão pedindo as bençãos para uma boa colheita. Após anos de abandono, em 1931, a igreja foi recuperada pela família Bottari de Castello, de Veneza.

collagu-e-igrejinha-san-gallo

Por aqui, o passeio basicamente é admirar as videiras e as construções antigas desta localidade escondida por detrás das colinas. É muito difícil encontrar outros turistas, pois a meta é desconhecida até mesmo pelos moradores das cidades da região. Dependendo do período, é comum ver ciclistas explorarem a meta misteriosa.

collagu-e-igrejinha-san-gallo-2

colinas prosecco itália

collagu-colinas-prosecco

Como Collagù e San Gallo, existem tantas outras joias escondidas entre as colinas do prosecco. Sem placas, indicações ou material de pesquisa, fica quase impossível chegar. Por um lado existe uma magia em manter estes tesouros escondidos.

 

 

13 comments
Previous Post
Next Post