Casamento na Toscana

Esse final de semana vim a Firenze para participar do casamento de uma amiga muito especial, a Caterina. Nos conhecemos quando trabalhamos juntas para a Dolce e Gabbana. A Cate é da Letônia e é de uma beleza muito delicada. Para quem está acostumado a imaginar as mulheres dos países bálticos loiríssimas e altíssimas, a Caterina é uma supresa: morena, boca carnuda e muito clássica. E para quem imagina um casamento na Toscana feito de puro requinte, uma outra supresa: a simplicidade é quem dita a beleza e o encanto de uma cerimônia nupcial aqui na Itália.

A Cate e o Claudio escolheram a Chiesa di San Martino a Strada, uma igrejinha de 1300, em estilo medieval muito graciosa em Grassina, uma pequena cidadezinha na província de Firenze. Poucos convidados e um clima muito intimista fizeram com que a cerimônia fosse muito especial. A igrejinha foi decorada com rosas no altar e enfeites de tule e flores nos bancos, tudo branco.

Às 4 em ponto já estávamos todos dentro da igreja e ao som de uma solista ao violino Claudio entrou com a sua mãe e logo depois o pai da Cate a conduziu ao altar. As testemunhas, dois casais, já estavam dentro da igreja. Eu gosto muito de cerimônias simples, sem muito protocolo. Pra quem está pensando em wedding planner e cerimonialista, não tinha nada disso. Tudo foi feito pelos noivos, o que significa muito trabalho, mas também uma satisfação enorme por ter preparado tudo com tanto carinho.

 

casamento na Toscana

casar na toscana

casamento na toscana2

casamento na toscana3

casar na itália

Após a cerimônia os noivos receberam os convidados na Villa Castiglione, um antigo convento que foi restaurado e transformado em hotel e location para eventos, jantares e casamentos. O lugar é localizado em uma colina bem próximo a Firenze e o panorama é de tirar o fôlego, dos jardins dá pra ver toda a cidade e a cúpula do Duomo, além das oliveiras e dos ciprestes, típicos da paisagem da Toscana. Fomos acolhidos no jardim para o aperitivo com antipastos toscanos, prosecco e coquetéis, além de um grupo de jazz perfeito para a atmosfera, já que o sol durante o período da primavera e do verão vai embora por volta das 8h30, 9 da noite. Mais tarde seguimos para um pequeno salão dentro da vila, onde foi servido o jantar com entrada, prato principal e segundo prato. Para acompanhar, vinho tinto (Morellino di Scansano, típico toscano), vinho branco Pinot Grigio e água.

look casamento

Essa sou eu!

Após o jantar voltamos para o jardim da villa para que os noivos pudessem brindar e cortar a torta do casamento. Aqui na Itália, além da torta usa-se muito os tradicionais confetti, que são amêndoas cobertas de açúcar, mas que podem ter vários sabores como chocolate, café, nutella e frutas. Uma delícia. Geralmente elas vêm em delicados saquinhos que a gente leva pra casa como lembrança. A bomboniera é a lembrança do matrimônio. Cada um escolhe como fazê-la. A Cate fez um delicado centro de mesa bordado que veio dentro de uma caixinha. Tudo muito simples, mas de um bom gosto indiscutível.

casamento na itália2

casamento na italia

O trio jazz arrasou!
 Delicadeza nos detalhes….
decoração casamento
As mesas estavam lindas. Os potinhos de geleia foram decorados pela própria Cate… a satisfação de preparar um casamento feito por ela mesma. Tudo lindo, a prova de que a simplicidade pode sim fazer um casamento especial.
30 comments
Previous Post
Next Post