As melhores marcas de prosecco para comprar no Brasil

Há muito tempo estava devendo este post. Quem me acompanha pelo Snapchat sabe o quanto eu falo sobre o prosecco e vive me pedindo dicas sobre os melhores proseccos para comprar no Brasil. Eu moro em Treviso, a zona quase que exclusiva de produção deste vinho. Para entender melhor a importância de comprar um bom prosecco, vou explicar brevemente como funciona o sistema de classificação e tutela do vinho na Itália. Em seguida vou falar sobre as melhores marcas de prosecco para comprar no Brasil.

colinas do Prosecco
Aqui na Itália existem regras e legislações rígidas no que diz respeito à produção do vinho. Os sistemas de denominação de origem (DOC e DOCG) são a garantia de que o produto é realizado seguindo uma série de regras que respeitam as técnicas, a matéria prima e todo o processo envolvido no desenvolvimento do vinho de uma certa região. Existem basicamente dois tipos de prosecco: o prosecco DOC, que só pode ser produzido em algumas províncias da região do Vêneto e uma pequena área da região do Friuli. Já o prosecco DOCG é produzido em uma zona ainda mais limitada, na região de Conegliano Valdobbiadene, colinas da província de Treviso.
colinas do prosecco1
Tudo isso quer dizer que o prosecco para ser verdadeiramente prosecco deve responder a diversas regras, e a mais importante delas é o lugar onde as uvas são produzidas. Muita gente não respeita esta legislação e produz vinhos que chamam de prosecco em terrenos não adequados ao cultivo da uva, inclusive no Brasil. Então é muito importante que você confira no rótulo a zona de produção do vinho.
Não existe prosecco produzido na Emilia Romagna e tampouco da Serra Gaúcha. Os Consórcios do Prosecco, órgãos que controlam e tutelam a produção do vinho, têm lutado contra a produção destes falsos proseccos. Ok, você pode comprar, pode beber, mas saiba que não está degustando um vinho verdadeiro e com a qualidade que deveria ter. É uma longa batalha.
Pois bem, resolvi listar algumas marcas de prosecco que eu conheço e que são vendidas no Brasil em supermercados e enotecas. Estas marcas são de vinícolas que ficam aqui perto em Valdobbiadene e que realmente eu conheço, já visitei ou provei os vinhos.

Villa Sandi

prosecco italiano villa sandi
Já falei da Villa Sandi por aqui e é um dos proseccos que a gente encontra em alguns supermercados e enotecas no Brasil. É uma faixa média alta de mercado, aqui na Itália geralmente só vende em enoteca, não se encontra em supermercados. Outro prosecco da mesma vinícola é o La Gioiosa, que também tem no Brasil.

Foss Marai

marcas de prosecco foss marai
A vinícola fica em Valdobbiadene e o prosecco é produzido com as uvas de colina num pedaço da estrada do prosecco que se chama Guia. Uma ótima marca também.

Bisol

prosecco italiano bisol
A família Bisol produz prosecco em Valdobbiadene a diversas gerações e conquistou uma boa faixa de mercado internacional. Já visitei a vinícola e a sala degustação é incrível. No rótulo pode estar escrito Belstar, Jeio ou Bisol, são todos da mesma marca.

Valdo

prosecco italiano valdo

Uma marca de prosecco bem popular por aqui e no exterior, produz mais de 1 milhão de garrafas. Uma vinícola de grandes dimensões.

Mionetto

prosecco italiano mionetto

Também muito popular por aqui e de grande dimensão. A Mionetto foi fundada em 1887 em Valdobbiadene e tem grande parte de sua produção destinada à importação.

Le Colture

prosecco italiano le colture

Fiquei muito feliz quando alguma pessoa no Snap me mandou a foto do prosecco Le Colture em um supermercado de São Paulo (Santa Luzia). É uma das minhas vinícolas preferidas, é de média dimensão e as uvas utilizadas na produção do vinho são todas de terrenos que pertencem à família.

Bom, estas são algumas marcas que podem ser encontradas no mercado brasileiro. Infelizmente não tenho os nomes de todos os revendedores, supermercados e enotecas. Então, por favor, quem quiser compartilhar outras vinícolas que conhecem ou têm dúvidas quanto à origem do prosecco que quer comprar, deixe um comentário, assim compartilhamos ainda mais informações.

6 comments
Previous Post
Next Post