As 6 maravilhas do Patrimônio Unesco no Vêneto

Pertencer à seleta lista de Patrimônio Mundial da UNESCO significa figurar entre as maiores maravilhas paisagísticas, culturais e artísticas de importância única para a humanidade. Atualmente, a Itália, com todas as suas belezas, é a nação que detém o maior numero de sítios inscritos na lista, são 51. O Vêneto possui seis delas. Entre Veneza, Padova, Verona, Vicenza e as Dolomitas, a UNESCO reconheceu como Patrimônio Mundial alguns dos lugares mais belos no território italiano. São eles.

1 – Veneza e sua lagoa (1987)

 verdades e mitos sobre veneza (2)
A unicidade de um lugar como Veneza foi fundamental para que a cidade fosse apontada, em 1987 como o primeiro patrimônio mundial UNESCO do Vêneto. Construída sobre ilhas e ilhotas depois das invasões bárbaras no norte da Itália, Veneza teve importância primordial no comércio com o Oriente. A República que durou mais de 1000 anos deu seus frutos em um lugar inimaginável, com arquitetura única e belezas extraordinárias construídas pelo homem, mas também formada pela natureza. Todo o território veneziano foi incluído na lista.

2 – Vicenza e as vilas Palladianas (1994)

villa veneta
O arquiteto Andrea Palladio teve grande importância na construção dos maiores palácios da cidade de Vicenza. O espetacular Teatro Olímpico, realizado entre 1580 e 1585 é um dos mais impressionantes. Em 1994, a UNESCO reconheceu o conjunto de suas obras na cidade de Vicenza de importância única para o desenvolvimento da arquitetura na Itália e no mundo. Não só a cidade de Vicenza ganhou o título, mas também todas as vilas projetadas por Palladio no território do Veneto. Conheça uma das vilas Palladianas aqui.

3 – Jardim Botânico de Padova (1997)

 orto botanico padova
Inaugurado em 1545, é o jardim botânico universitário mais antigo do mundo e preserva ainda seu layout original. Desde sua fundação,o Jardim Botânico de Padova contribuiu para avanços na ciência na área da botânica, da medicina, da ecologia e da farmácia, além do empenho na preservação do meio ambiente e da biodiversidade. Serviu ainda de inspiração para várias estruturas na Itália e na Europa, seja do ponto de vista didático-científico que arquitetônico.

4 – A cidade de Verona (2000)

 Verona em um dia as 10 melhores atrações (6)
Verona dispensa apresentações. A cidade conhecida turisticamente como pano de fundo da história de amor mais famosa da literatura mundial preserva joias arquitetônicas irresistíveis para a UNESCO. A Arena, as igrejas, o castelo, o teatro romano e a Ponte de Pedra são apenas algumas delas. Um dos critérios que pesaram na escolha foi a integridade de palácios e edifícios que foram se incorporando à cidade ao longo de 2000 anos de história. Leia mais sobre Verona aqui.

5 – As Dolomitas (2009)

 san candido dolomitas itália
As Dolomitas foram inseridas na lista do Patrimônio UNESCO em 2009 por sua sublime beleza e unicidade paisagística e pelas características geológicas sem igual. Esta cadeia montanhosa que se estende pelo território do norte da Itália, mas principalmente na província de Belluno é considerada uma das zonas de montanha mais belas de todo o mundo. As rochas formadas por fenômenos naturais, em contraste com a luz e a vegetação ganham um colorido rosa que em alguns dias pode ser visto com maior intensidade. Um destino ideal para quem gosta de esquiar, fazer trekking ou mesmo estar na natureza e comer muito bem. Saiba mais sobre San Candido, localidade que pertence às Dolomitas, neste post.

6 – Sítios palafíticos pré-históricos do arco alpino (2011)

Nonninho observando a vida passar - Arquà Petrarca

As vilas palafíticas são uma das principais fontes arqueológicas para o estudo das primeiras sociedades agrárias da Europa entre os anos 5000 e 500 a.C. Os materiais orgânicos encontrados neste território contribuíram de modo extraordinário para compreender as mudanças e as relações entre as populações durante o período Neolítico e a Idade do Bronze. No Vêneto, as cidades que fazem parte deste território são Peschiera del Garda, Tombola di Cerea e Arquà Petrarca. A última fica bem próximo a Padova, dentro do belíssimo contexto paisagístico das Colinas Eugâneas. Leia mais neste post.
2 comments
Previous Post
Next Post