5 sorveterias para conhecer em Veneza

Veneza das gôndolas, Veneza do romantismo, Veneza da passeggiata, Veneza do sorvete. Quem não se lembra do famoso comercial do Cornetto, em que ao som de uma paródia de Sole mio, o personagem de cima de uma gôndola rouba o sorvete de uma “bella signorina” . Era final dos anos 70 e dizem que a campanha fez tanto sucesso que foi necessário tirá-la do ar porque o estoque do produto acabou em poucos dias. Mas bem melhor que o Cornetto são os gelatos fabricados artesanalmente por aqui. Eu selecionei 5 sorveterias para conhecer em Veneza.

SUSO GELATOTECA

Em tempos de Instagram, a Suso (a pronúncia é susô) é a campeã de fotos cenográficas de sorvetes. Os blogueiros e os viajantes adoram fotografar os gelatos da Suso preferencialmente nas pontes e canais dos arredores da gelateria. A variedade de sabores e a qualidade da matéria prima aliadas ao capricho da loja, fazem com que a dobradinha beleza e sabor seja um sucesso. A Suso fica bem pertinho da Ponte de Rialto, na Calle della Bissa, 5453.

IGLOO

Sorveteria artesanal com produção própria. Não espere a beleza de uma sorveteria como a Suso, mas pode confiar no sabor e na qualidade. O sorvete é cremoso e é possível encontrar dependendo do período sabores próximos do nosso paladar, como por exemplo, o delicioso sorvete de manga. Eu frequento dois endereços da Igloo. O mais central fica na Calle della Mandola, 3651, em São Marcos. Outro endereço é na Calle Giacinto Gallina, próximo à igreja de San Giovanni e Paolo.

IL DOGE

No animado Campo Santa Margherita, esta sorveteria faz um grande sucesso. Religiosamente artesanal e realizado com matéria prima fresca, o sorvete Crema del Doge, que leva laranja e chocolate é o sabor mais famoso da loja. Vários tipos de chocolate e outros sabores tradicionais também conquistaram os viajantes e os venezianos. Destaque para a granita, uma ótima pedida nos dias mais quentes.

Procurando hotel em Veneza? Clique aqui

ALASKA

Tradicional sorveteria presente em muitos guias sobre a cidade. Não é para menos, o laboratório utiliza somente matéria prima de alta qualidade e preza pelo que aqui chamamos de gelato artesanal, sorvete feito com carinho e paixão por quem entende. Fica um pouco fora do circuito turístico, mas muito próximo à estação de trens, na Calle Larga dei Bari, próximo à San Giacomo dell’Orio.

GROM

Não é uma gelateria veneziana, mas a rede, que funciona em praticamente todas as cidades turísticas italianas, vale ser mencionada.  Não é a minha preferida, mas os sorvetes são bons e variados. Um dos endereços da cidade fica no Campo San Barnaba.

 

 

2 comments
Previous Post
Next Post