15 igrejas para conhecer em Veneza

Quantas igrejas existem em Veneza? Os números não são assim tão precisos. Pudera. Na história da Sereníssima, diversas delas foram destruídas, reconstruídas, consagradas, desconsagradas. Dizem que o número hoje chega a 157, 40 foram destruídas, principalmente durante o período de dominação napoleônica. Outras 30 estão fechadas ao culto, muitas delas abandonadas. As ativas guardam em seu interior obras de arte e formas arquitetônicas que marcaram a história da República. Fiz uma seleção de 15 igrejas para conhecer em Veneza. Um passeio independente de crença e religião para admirar toda a beleza destes espaços.

1 – Basílica de São Marcos

Por que visitar: a história de Veneza está intimamente ligada a esta que é uma das igrejas mais lindas e ricamente decoradas do mundo. São mais de 4000 metros quadrados de mosaicos, colunas em mármore e elementos decorativos trazidos do Oriente. Toda a beleza para conservar o corpo de São Marcos Evangelista em seu altar.

Onde fica e horários: Praça São Marcos, de outubro a marzo, das 9h45 às 16h45, de abril a setembro, das 9h45 às 17h. Entrada gratuita.

2 – Santo Stefano

Porque visitar: fica perto de São Marcos e da Ponte da Academia e é um grande exemplo d estilo gótico veneziano florido. Edificada no século 13, foi reconstruída no século sucessivo. O teto, em forma de quilha de navio invertida é de uma beleza sem igual. Destaque também para o campanário, visto pelo Campo Sant’Angelo, com uma grande inclinação.

Onde fica e horários: fica no Campo Santo Stefano, bem próximo à Ponte da Accademia. Aberta de segunda à sábado, das 10 às 17 e aos domingos, das 13h às 17. Entrada gratuita.

3 – San Moisè

Porque visitar: a fachada barroca, de 1688, é uma das que chama mais a atenção na cidade. É impressionante atravessar a pequena ponte que fica bem em frente e dar de cara com toda a imponência. Muito interessante observar os detalhes da construção, dedicada a um personagem bíblico, Moisés, e não a um santo, como de costume.

Onde fica e horários: fica no Campo San Moisè. Aberta todos os dias de 9h30 às 12h30 e das 15h30 às 19h30. Entrada gratuita.

Passeios em Veneza e arredores em português. Clique aqui

4 – San Zaccaria

Porque visitar: uma das igrejas mais importantes na história de Veneza a dois passos de São Marcos e do Palácio Ducal. O edifício é dedicado a Zacarias, pai de João Batista e foi fundada no século IX. Reconstruída em estilo renascentista em 1498, acolhe inúmeras obras de arte, afrescos e sepulturas de doges.

Onde fica e horários: fica no Campo San Zaccaria. Aberta de segunda a domingo, das 10h às 12h e das 16h às 18h.

5 – Santa Maria Formosa

Porque visitar: fica em um dos campos mais charmosos de Veneza. A igreja de origem antiga (século VII) foi reconstruída em estilo renascentista. Sua origem advém de uma lenda que São Magno, bispo da cidade de Oderzo, teria sonhado com uma santa que indicou o local onde deveria ser construída uma igreja em sua homenagem.

Onde fica e horários: fica no Campo Santa Maria Formosa. Aberta de segunda a sábado, das 10h às 17h e domingo, das 13h às 17h. Entrada a pagamento.

LEIA MAIS: 5 CURIOSIDADES SOBRE A BASÍLICA DE SÃO MARCOS

6 – Basílica de San Giovanni e Paolo

Porque visitar: é uma das maiores igrejas da cidade. A altíssima fachada em estilo gótico parece tocar o céu. É considerada o Panteão de Veneza, pois ali foram enterrados doges e outras figuras importantes na história da Sereníssima. O edifício possui dimensões extraordinárias e foi construído entre os anos de 1200 e 1300 também a partir do sonho de um doge.

Onde fica e horários: fica no Campo SS. Giovanni e Paolo. Aberta de segunda a sábado, das 9h30 às 18h e aos domingos das 13h às 18. Entrada a pagamento.

7 – San Michele in Isola

Porque visitar: dedicada a São Miguel Arcanjo, fica na ilha de mesmo nome, na metade do caminho entre Veneza e Murano. O edifício em estilo renascentista (século XV) é o edifício principal da ilha que abriga o cemitério da cidade. Um passeio interessante em um lugar silencioso e de muita paz.

Onde fica e horários: fica na ilha de São Miguel. Aberta de segunda a domingo, das 7h30 às 12h15 e das 15h às 16h. A entrada é sujeita a uma oferta.

Procurando hotel em Veneza? Clique aqui

8 – San Giorgio Maggiore

Porque visitar: além de conhecer uma das igrejas venezianas projetadas pelo genial arquiteto Andrea Palladio, no século XVI, o campanário oferece uma das vistas mais lindas da cidade.

Onde fica e horários: ilha de São Jorge. Aberta de segunda a domingo, das 7h30 às 12h30 e das 14h30 às 18h. Entrada gratuita na igreja e a pagamento no campanário.

9 – Santi Maria e Donato

Porque visitar: considerada uma das igrejas mais belas de toda a laguna de Veneza, é uma das poucas igrejas que sobreviveram em Murano após a chegada de Napoleão. O belíssimo pavimento de mosaico é contemporâneo ao da Basílica de São Marcos. A construção é dos séculos XI e XII.

Onde fica e horários: a igreja fica na ilha de Murano, bem próxima ao Museu do Vidro. Aberta de segunda a sábado, das 8h às 12h e das 15h45 às 18h. Entrada gratuita.

10 – Santa Maria della Salute

Por que visitar: a igreja é um ícone na arquitetura da cidade, mas não só. A importância dada aos venezianos a Nossa Senhora da Saúde pode ser vista a cada ano, durante a festa a ela dedicada, todo 21 de novembro. A igreja em estilo barroco foi construída para agradecer a santa que salvou Veneza de um surto de peste no século XVII. 

Onde fica e horários: a igreja fica no bairro de Dorsoduro. de segunda a domingo, das 9h às 12h e das 15h às 18h. A entrada é gratuita.

11 – San Pantalon

Por que visitar: a fachada sem acabamento não é muito convidativa, mas basta entrar para ficar de boca aberta com o teto. Não trata-se de um afresco, mas de uma enorme tela pintada entre 1680 e 1704, por Gian Antonio Fumiani. As cenas representam o martírio de São Pantaleão.

Onde fica e horários: a igreja fica no Campo San Pantalon. Aberta de segunda a sábado, das 8h às 10 e das 16h às 18h. Aos domingos, das 16h30 às 18h. Entrada gratuita.

12- Santi Geremia e Lucia

Porque visitar: a igreja tradicionalmente dedicada a São Geremias conserva em seu altar o corpo de Santa Luzia, a protetora dos olhos. Se você for devoto, não deixe de acender uma vela em forma de olhos dentro da igreja.

Onde fica e horários: a igreja fica bem próxima à estação de trens de Santa Lucia, no Campo San Geremia. Aberta de segunda a sábado, das 8h30 às 12h e das 15h30 às 18h30. Aos domingos e feriados, das 9h30 às 12h30 e das 17h30 às 18h30.

13 – Madonna dell’Orto

Porque visitar: esta igreja fica no charmoso bairro de Cannaregio e sua arquitetura é um exemplo do estilo gótico veneziano. Inicialmente foi dedicada a São Cristóvão, padroeiro dos viajantes e marinheiros e possui afrescos atribuidos a Jacopo Tintoretto, que foi enterrado na nave direita.

Onde fica e horários: a igreja fica em Cannaregio 3520. Aberta de segunda a sábado, das 10h às 17h e aos domingos, das 13h às 17h. Entrada a pagamento.

14 – Santa Maria dei Frari

Porque visitar: considerado o templo religioso mais importante da cidade depois de São Marcos, esta igreja gótica abriga inúmeras obras de arte e monumentos fúnebres de doges e personagens importantes, como Antonio Canova e Ticiano.

Onde fica e horários: a igreja fica no Campo dei Frari. Aberta de segunda a sábado, das 9h às 17 e aos domingos das 13h às 17h. Entrada a pagamento.

15 – San Giacomo di Rialto

Porque visitar: tradicionalmente é a igreja mais antiga de Veneza, acredita-se que sua fundação tenha sido no ano de 421. Foi o primeiro lugar de culto da cidade e diz a lenda que foi construída por um carpinteiro devoto e agradecido que escapou ileso de um grande incêndio.

Onde fica e horários: a igreja fica no Campo San Giacomo, bem próxima à Ponte de Rialto. Aberta de segunda a sábado, das 9h às 17h. Entrada gratuita.

Os horários de abertura das igrejas podem sofrer variações. Confira sempre na internet antes da visita.

0 comments
Previous Post
Next Post